31 Devocionais #4 – Ser exatamente aquilo que a gente é

     Minhas inseguranças, somadas ao bullying que sofri em grande parte da minha vida, me tornaram uma pessoa muito dependente da opinião dos outros. Tanto em relação ao que eu devo fazer, quanto ao que devo vestir, comer, como me portar. Até pra escolher qual foto iria parar no meu Instagram eu precisava de uma opinião, porque a vida nunca me deu motivos pra confiar em mim mesma e na minha capacidade de decidir as coisas por mim.
    
     Por outro lado, eu sempre me senti pronta a opinar na vida dos outros, assim como outros também muito inseguros se sentiam confortáveis pra responder meus inquéritos quando eu precisava de uma opinião (deixando claro que não acho que pedir opiniões seja errado ou ruim – a vida é feita de muitos pontos de vista diferentes e quase todos merecem ter sua voz). O problema foi que eu, e outros – muitos outros – nos prendemos em uma cadeia de dependência da opinião e validação que o mundo pode nos oferecer.
    
     Por muito tempo, eu usei o texto de Mateus 4:4 como um incentivo ao jejum – Não só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca do Senhor. E, no fundo, não deixa de ser – Jesus foi tentado depois de um longo período de jejum – , mas é mais. O pão alimenta nosso corpo (e isso é um assunto pra depois), mas a Palavra de Deus alimenta nossa alma e nosso espírito. E o ponto importante desta análise é: do que sua alma e seu espírito tem se alimentado?
    
     Quando você se alimenta da opinião dos outros, e alimenta os outros com suas opiniões, você nega a soberania da Palavra de Deus como aquela que realmente diz a Verdade sobre quem nós somos e devemos ser. Quando você se adequa àquilo que os outros dizem a seu respeito, em vez daquilo que o Senhor diz a seu respeito, você não só vai ser menos do que pode, mas nunca vai encontrar a alegria que tanto busca na validação do mundo. Silencie as vozes que querem te dizer quem você é. O Senhor já determinou, o Caminho já foi aberto, e nenhuma Palavra que sai da boca dEle volta vazia.
     
     “Isso de querer ser exatamente aquilo que a gente é ainda vai nos levar além” Paulo Leminski.
    

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s