Empatia – Desiludido Iludido.


Meu lado racional se manifesta como um homem de 30 anos, que vive assumindo vários papeis, por pura diversão. Hoje: Desiludido Iludido.
“Eu nunca havia acreditado plenamente na infelicidade. Sempre pensei que era nada mais do que uma percepção distorcida de uma realidade menos brilhante do que nossas vãs esperanças pediam. No entanto, não é necessário muito mais do que alguns anos pra que essas ideias de um mundo mágico e bonito desapareçam. Quanto mais se cresce, mais se vê do mundo, e menos se gosta nele.
     
Eu gostaria de ter sido a exceção. Na verdade, até bem pouco tempo, eu acreditava ser a exceção. Mas era óbvio que isso não duraria além dos 20 anos. Esse é o prazo de validade da maioria das ilusões infantis. Depois disso, infantilidades não passam de tentativas inúteis de recuperar aquela sensação gostosa e colorida de acreditar que vivemos numa terra de gente boa, que basta procurar por elas, que ainda são a maioria nesse mundo. Dulcíssima ilusão.
     
Gente boa não existe. Naturalmente, naturalizada, gente que se desfaz em bondade, alegria e contentamento, não existe. Existe gente esforçada, gente bem treinada, gente interessada, gente querendo gostar do mundo e das pessoas. Gente muito esforçada em agir com bondade. Não me venham com teorias filosóficas pra tentar provar que estou errado. É assim e ponto. Já sou velho o suficiente para não me apegar mais à essas discussões vãs, que só geram discórdia.  Discórdia não é algo que me interesse. Estou cansado, cansado. Cansado.
     
E nem mesmo essas pessoas esforçadas em ser boas podem ousar ser chamadas “feitas boas”. Porque aquele maldito ímpeto de matar alguém que te olha e te responde mal está lá ainda, só que controlado. Dr. Banner poderia colocar o Hulk em coma, que ele não deixaria de ser Hulk. Dormir não quer dizer matar. E nem mesmo matar pode significar morte. Principalmente em relação aos sentimentos e às ideias. Sempre tem algum filho de mãe pra reunir as esferar do dragão e ressuscitar tudo aquilo que deveria ter sumido. 
     
Vocês todos sabem muito bem do que estou falando. Já até se lembraram de situações em que tudo isso fez sentido nas as vidas ridiculamente maldosas e hipócritas.
     
Vamos parar com a tal da hipocrisia. Não há pessoas boas.
     
Existe apenas o coração. Apenas o coração.”

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s