Frenesi

O horizonte se ergueu e as luzes foram apagadas Cruzamos estradas fechados em carros lotados; As horas transcorrem-se sem batalha, E o silêncio matuta versos horrendos. Vozes escuras corrompem os traços Que alguém caprichosamente delineou. Mas, vejam! Qual sábio aceitaria Tamanha feiura perante o Sol e os Céus? Os ventos passeiam e cruzam-se Numa sucessão […]